Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  2.73 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Uso de geotecnologia para detecção e análise de queimadas e focos de calor em unidades de conservação no norte de Minas Gerais
Autor:  
  Allan Arantes Pereira   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFLA/ENGENHARIA FLORESTAL
Área Conhecimento  
  RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  190
Resumo  
  A pesquisa realizada está relacionada ao uso de geotecnologias para análise exploratória de queimadas e validação do sistema de monitoramento dos focos de calor em unidades de conservação do norte de Minas Gerais. Sendo assim, com a realização este estudo, espera-se contribuir para entender como ocorrem as queimadas, como estão distribuídas no espaço e as limitações técnicas do sistema de monitoramento orbital. Para isso, pretendeu-se responder às seguintes questões: (1) Quais as unidades de conservação mais críticas em relação às queimadas? (2) Qual a fisionomia vegetal mais atingida? (3) Existe um padrão na distribuição espacial das queimadas? (4) Qual a frequência delas nas diferentes classes de tamanho? (5) Quais as limitações técnicas do sistema de monitoramento orbital quanto à detecção e à localização dos focos de calor? Diante dessas indagações, estruturou-se este trabalho em três capítulos. No capítulo 1, faz-se um breve referencial teórico que serve como base para o entendimento de conceitos abordados nos capítulos subsequentes. No capítulo 2, foram exploradas as quatro primeiras questões supracitadas e, por fim, no capítulo 3, são abordadas as limitações do sistema de monitoramento orbital das queimadas. Os resultados obtidos nos capítulos 2 e 3 mostram o potencial das ferramentas de geotecnologias nas análises propostas por esta dissertação. Por meio dessas ferramentas, foi possível mapear e quantificar as queimadas, o que possibilitou averiguar as questões abordadas no trabalho. Nas análises propostas no capítulo 2, verificou-se que é nas unidades de conservação pertencentes à categoria Áreas de Proteção Ambiental que mais ocorrem queimadas, devido às características de grande extensão territorial e por permitirem atividades agrícolas. Nestas áreas sugere-se a adoção de uma política de extensão rural orientando o produtor rural sobre alternativas de uso do solo e o uso adequado do fogo sob forma de queima controlada, quando a legislação ambiental permitir. Verificou-se também que a vegetação nativa mais atingida foi o Cerrado Stricto Sensu, fisionomia mais abundante na área. No entanto, deve-se atentar também para as Veredas, fisionomia de baixa resiliência ao fogo e de grande relevância ecológica. Com relação ao tamanho das queimadas, verificou-se que a maioria delas tem tamanho entre 10,01 a 100 ha. As maiores queimadas, apesar de menos frequentes, quando somadas, representam uma maior área atingida, o que evidencia a necessidade de mantê-las nas classes de menores tamanhos. Ainda no capítulo 2, foram detectados padrões agregados na distribuição espacial das queimadas, o que sugere uma investigação mais sucinta sobre possíveis interações socioambientais que favoreçam esses agrupamentos. Já no capítulo 3, no âmbito da validação do sistema de monitoramento dos focos de calor, como era de se esperar, quanto menor a queimada, menores as chances de ser detectada. No entanto, foram detectadas queimadas menores que 100 ha, dimensão que representa um pixel das imagens dos sensores MODIS e NOAA (no nadir). Foram averiguados também casos de omissões de grandes queimadas, sugerindo uma investigação para possíveis melhorias no sistema de detecção. Espera-se que os resultados gerados por essas análises sirvam de subsídios ao entendimento de como e onde ocorrem as queimadas e também para o avanço tecnológico do sistema de monitoramento orbital das mesmas.
     
    Baixar arquivo