Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  4.03 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Avaliação da tosse crônica em crianças: um estudo longitudinal
Autor:  
  Joakim Cunha Rego   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  IMIP/SAÚDE MATERNO INFANTIL
Área Conhecimento  
  MEDICINA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2008
Acessos:  
  40
Resumo  
  Objetivo: avaliar a etiologia da tosse crônica em crianças e adolescentes baseando-se no algoritmo de investigação da European Respiratory Society de 2004. Métodos: estudo descritivo do tipo série de casos com acompanhamento clínico de pacientes encaminhados a ambulatório de pneumologia pediátrica de hospital pediátrico de referência no nordeste do Brasil em um período de um ano, de maio de 2006 a maio de 2007. A tosse crônica foi definida como período de mais de oito semanas de tosse diária. Os pacientes foram avaliados segundo o protocolo da European Respiratory Society, os exames laboratoriais foram solicitados de acordo com a avaliação clínica inicial e a terapêutica foi prescrita após diagnóstico específico. Resultados: foram avaliados 107 pacientes (57 do sexo feminino) com mediana da idade de 4,5 anos e da duração da tosse de 12 semanas. Baseado na resposta bem sucedida do tratamento, a causa da tosse foi identificada em 97% dos casos, sendo síndrome da tosse crônica associada às vias aéreas superiores em 28%; asma em 24,2%; asma associada a outra causa em 15,8%; tosse por irritantes ambientais em 8,4%; bronquite bacteriana protraída em 6,5%; doença do refluxo gastroesofágico em 5,6%; Outras causas (11,5%). Uma causa única para a tosse foi identificada em 90 pacientes (84%) e 17 pacientes (16%) apresentaram duas causas. Conclusão: A síndrome da tosse crônica associada ás vias aéreas superiores e a asma, isoladas ou associadas, foram as causas mais importantes de tosse crônica nesse estudo. O consenso da European Respiratory Society orientou com sucesso o diagnóstico de tosse crônica pediátrica em 97% dos casos. A maior parte dos casos pôde ser diagnosticada com exames pouco complexos ou invasivos.
     
    Baixar arquivo