Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.89 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Bullying: preconceito, estigmas e desafios da educação para a paz
Autor:  
  Neura Cézar   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFMT/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2010
Acessos:  
  1,172
Resumo  
  O bullying caracteriza-se como uma violência cruel que se manifesta na interação entre estudantes com a intenção de perseguir e intimidar, sem que existam razões que justifiquem as ações violentas, denotando a existência de conflito com valores. Essa prática de violência também se revela na relação professor e estudante, sendo evidenciada, sobretudo por meio de agressões verbais, físicas e atitudinais. A pesquisa surgiu da interrogação acerca das consequências dos comportamentos agressivos entre estudantes e entre estes e seus professores, a partir da vivência de situações no ambiente escolar. Os recentes estudos e pesquisas nacionais e internacionais apontam que o bullying está presente em diversas instituições educativas, tendo maior incidência na escola. Diante disso, esta dissertação tem como foco compreender a forma como o bullying se manifesta no cotidiano escolar e na vivência dos estudantes, a partir do olhar dos próprios estudantes, do corpo técnicopedagógico e das famílias. O trabalho se desenvolve na modalidade de pesquisa qualitativa, de base fenomenológica existencial, iluminado, sobretudo pelo pensar de Maurice Merleau- Ponty e Paulo Freire, e seguiu o modelo de inserção etnográfica por permitir a imersão da pesquisadora no ambiente histórico concreto do estudo. A pesquisa foi realizada em três escolas, sendo duas públicas e uma particular, na cidade de Cuiabá/MT, em 2009, tendo como participantes 35 estudantes, 17 educadores e seis famílias. Os procedimentos utilizados para a apreensão e interpretação dos significados e significantes da pesquisa são: observação participante, entrevista semiestruturada e história de vida. Nas observações, atentou-se às interações na escola entre estudantes quanto entre estes e professores a partir das ações adotadas por estes frente aos conflitos gerados pela prática do bullying. As entrevistas individuais com estudantes, professores, gestores, funcionários e famílias exprimiram seu imaginário sobre os conflitos agressivos que ocorrem no ambiente escolar, inclusive, o bullying. Entre as percepções obtidas, a pesquisa indica que, apesar da equipe pedagógica escolar ter objetivos comuns, ainda tem dificuldades de aquilatar ou avaliar a extensão das consequências do fenômeno bullying no espaço escolar. Tanto gestores, coordenadores e professores pareceram ter dificuldades de criar alternativas específicas para orquestrar as situações de conflitos vivenciados pelos estudantes de forma positiva. Entre as várias reflexões levantadas a partir do material, discute-se que, apesar de boas intenções e nobres objetivos dos educadores, infelizmente constata-se que o não reconhecimento do bullying na escola, em particular, pelos professores, como um problema que desconcerta e perturba o ambiente para todos os envolvidos, como um comportamento cruel ao desenvolvimento psíquico dos estudantes, aliado à transmissão tradicional de conhecimentos e à falta de espaço para que os valores humanos tornem-se centrais na personalidade para a vivência solidária e cooperativa, contribui para a incidência e o reforço do bullying na escola. O estudo aponta para a necessidade urgente da inclusão da educação para a paz e dos princípios éticos como um conteúdo a transversalizar o currículo. Estes poderão favorecer o reconhecimento, a desnaturalização, a valorização e o enfrentamento das práticas do bullying no ambiente escolar.
     
    Baixar arquivo