Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.98 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Brincadeiras e jogos na educação infantil: o lúdico e o processo de constituição de sujeitos numa turma de crianças de 4 e 5 anos
Autor:  
  Sangelita Miranda Franco Mariano   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFU/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  2,060
Resumo  
  Nos dias de hoje têm sido cada vez mais evidenciada a relevância das atividades lúdicas no processo de desenvolvimento infantil. Na educação das crianças muito pequenas e pequenas; o brincar mostra-se como atividade social fundamental e representa uma possibilidade de desenvolvimento global em seus aspectos; cognitivo; afetivo; social; dentre outros. Por considerarmos a pré-escola como espaço-tempo de interações; afetos e emoções; enfim; de relações sociais vividas pelas crianças; percebemos esse espaço educativo como lócus de desenvolvimento de atividades lúdicas; tendo em vista que os jogos e as brincadeiras permitem o exercício de uma educação criadora e livre; lugar em que as aprendizagens podem ocorrer a partir do lúdico e; requerem um comportamento interpretativo e imaginativo das crianças. A presente pesquisa orientou-se pela Teoria Histórico-Cultural; que defende o lúdico como elemento essencial ao desenvolvimento infantil; uma vez que tais atividades surgem marcadas pela cultura e são mediadas pelas relações entre os sujeitos. O presente estudo teve como objetivo conhecer e analisar quando e como ocorriam atividades lúdicas no cotidiano de uma turma de crianças da educação infantil e em que medida tais ações influenciavam no processo de constituição da professora e de seus alunos. Algumas questões nortearam a nossa trajetória durante a pesquisa: Qual a incidência das brincadeiras no dia-a-dia de uma turma da pré-escola? Em que medida o espaço-tempo do brincar desenvolvido na pré-escola contribui para a constituição de um sujeito que aprende? O que pode ser evidenciado no trabalho com crianças pequenas em relação à atividade lúdica? Quais concepções de criança; de desenvolvimento infantil e de brincar permeiam a prática pedagógica da professora? Em busca de respostas às questões mencionadas anteriormente realizamos um estudo de caso. Em consonância com princípios da pesquisa qualitativa e colaborativa participamos do cotidiano de uma sala de aula de crianças com quatro e cinco anos de idade; das reuniões de planejamento com a professora da turma; analisamos documentos escolares; fichas cadastrais; planejamento da professora e atividades escolares propostas por ela; entrevistamos a docente e fotografamos cenas do cotidiano da referida turma. Produzimos também Notas de Campo para registrar as experiências que vivenciamos na EMEI Criar; Escola Municipal de Educação Infantil do município de Uberlândia – MG. O trabalho de pesquisa evidenciou que as atividades lúdicas desenvolvidas com a turma do 1º período D de educação infantil; no ano de 2008; embora possam ser consideradas como momentos em que as crianças aprendem; relacionam-se e se constituem como sujeitos; não foram suficientemente planejadas e /ou acompanhadas pela docente. Os dados nos apontaram que o lúdico ocorre num espaço-tempo limitado e que; na maioria das vezes; é utilizado estritamente como ferramenta didático-pedagógica; o que restringe o brincar; nesse caso; a aspectos exclusivamente escolarizantes.
     
    Baixar arquivo