Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  3.51 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  População de roedores na subprefeitura de Itaquera, município de São Paulo, pré e pós controle químico
Autor:  
  Lilian dos Santos Babolin   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  IBSP/SANIDADE,SEGURANÇA ALIMENTAR E AMBIENTAL NO AGRONEGÓCIO
Área Conhecimento  
  INTERDISCIPLINAR
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2010
Acessos:  
  2,901
Resumo  
  Os roedores sinantrópicos Rattus rattus (rato de telhado), Rattus norvegicus (ratazana) e Mus musculus (camundongo) há muito causam diversos prejuízos ao homem, tais como doenças aos animais domésticos, de criação e ao próprio homem, roeduras em estruturas, fios elétricos, equipamentos e grandes danos na agricultura, destruindo a produção em campo ou já armazenada, que além dos transtornos causam grandes perdas econômicas. Para minimizar estes prejuízos é necessário o controle destes roedores, com estratégias de manejo ambiental bem como a aplicação de rodenticidas anticoagulantes. Porém, para intervir nessas populações de maneira adequada é necessário conhecê-las para que o controle seja mais eficiente e realizado de acordo com a(s) espécie(s) infestante(s). Sendo assim, a realização de estimativa por meio de captura viva para obtenção de informações importantes como a infestação, espécie prevalente, estrutura etária e razão sexual auxiliam nos procedimentos de controle. Para tanto, foram utilizadas armadilhas Tomahawk® deixadas de 10 a 15 dias no ambiente. Foram instaladas 320 armadilhas, antes e após o controle químico realizado pela Prefeitura do Município de São Paulo. As coletas foram realizadas no período de outono/inverno de 2009 e primavera/verão 2009/2010. Dezesseis roedores foram capturados no total, sendo o sucesso de captura de 5%. A principal espécie infestante foi R. rattus, seguida de R. norvegicus e M. musculus. Foram capturados mais indívíduos jovens no período de outono inverno e mais fêmeas no período de primavera/verão por conta do período reprodutivo. Após o tratamento químico nas áreas, houve diminuição significativa dos roedores no período outono/inverno.
     
    Baixar arquivo