Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.43 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Avaliação de eficiência de produtores de leite utilizando análise envoltória de dados: o caso do município de Rolim de Moura no estado de Rondônia
Autor:  
  Marcio Heleno de Souza Rodrigues   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNIR/ADMINISTRAÇÃO
Área Conhecimento  
  ADMINISTRAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2010
Acessos:  
  249
Resumo  
  No Estado de Rondônia, a importância da Cadeia Agroindustrial do Leite pode ser constatada, pelo número de propriedades ocupadas com a pecuária de leite e pela capacidade de gerar empregos, contribuindo para o desenvolvimento local. Nos últimos anos, o Estado de Rondônia foi o que apresentou o maior crescimento percentual da produção de leite entre os estados brasileiros. De 1998 a 2008, a produção de leite passou de 372.000 mil litros para 723.000 mil litros dia, aumento de 94% no período, correspondente à taxa média anual de crescimento de 8,54%. Diante da importância da atividade na economia do Estado e o crescente ganho de produtividade, este trabalho objetiva identificar o grau de eficiência dos produtores de leite e apontar os meios para a redução das ineficiências, indicando suas possíveis causas, através da identificação do perfil dos produtores eficientes e ineficientes. Utilizou-se a Análise Envoltória de Dados (DEA) para o cálculo da eficiência, com orientação para os insumos, em uma amostra de 77 produtores do Município de Rolim de Moura, Rondônia, os quais foram divididos de acordo com a medida de eficiência obtida. Foram utilizados dados primários, obtidos através da aplicação de questionário em visitas às propriedades. Observou-se que apenas oito produtores obtiveram eficiência máxima, e 69 obtiveram medida de eficiência inferior a um, sendo que destes, 56 operam na faixa de retornos crescentes e 13 na faixa de retornos decrescentes. O grupo eficiente, que alcançou nível de eficiência superior a 90%, é formado por 13 produtores, enquanto o grupo ineficiente possui 64 produtores, que obtiveram medida de eficiência inferior a 90%. A comparação destes grupos, segundo algumas características socioculturais e tecnológicas e quanto a indicadores de desempenho técnico e econômico, demonstrou positivamente a influência da participação familiar na administração da propriedade e do nível de escolaridade. A residência do produtor na propriedade mostrou-se, favorável ao aumento de eficiência, o que pode ser explicado pela maior socialização do produtor, levando a uma maior participação em entidades classistas, recebimento de assistência técnica e maior uso de tecnologia, tudo isso demonstrando-se favorável a produtores eficientes, levando-os a obter melhores desempenhos técnico e econômico. No momento seguinte procedeu-se à análise dos produtores ineficientes através de alguns estudos de caso e análise do grupo ineficiente como um todo, considerando-se as possíveis reduções médias percentuais no uso dos insumos, com referência aos benchmarks. A análise de alguns produtores ineficientes demonstrou, através dos estratos de eficiência, que à medida em que o nível de eficiência técnica aumenta, os indicadores de desempenhos técnico e econômico se mostram melhores. Os resultados demonstraram a possibilidade de uma redução média de 53,05% no custo operacional total e de 45,8% no capital investido na produção do leite, através das reduções proporcionais e eliminação das folgas, de forma que a produção se manteria no mesmo nível e os produtores passariam a obter eficiência máxima.
     
    Baixar arquivo