Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.00 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  A POLÍTICA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL NO ESTADO DO AMAPÁ – ANÁLISE DA EXPERIÊNCIA DOS CURSOS DE TURISMO E INFORMÁTICA DO CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DO AMAPÁ – CEPA
Autor:  
  Job Duarte Morais   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UECE/PLANEJAMENTO E POLITICAS PÚBLICAS
Área Conhecimento  
  SOCIOLOGIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2010
Acessos:  
  1,297
Resumo  
  O objetivo geral deste trabalho é analisar a Educação Profissional no Estado do Amapá mediante o modelo das competências e seus desdobramentos no contexto do Centro de Educação Profissional do Amapá – CEPA, tendo como base de estudo os cursos Técnicos em Turismo e Informática. Apresentamos inicialmente um histórico da educação profissional no Brasil, com o propósito de identificarmos o cenário político, social e econômico em que se construiu essa modalidade de ensino. São analisadas as várias legislações sobre o tema até os dias atuais, bem como fazemos uma reflexão sobre as influências dos organismos internacionais no direcionamento dessas políticas públicas. Outra questão que abordamos no trabalho está relacionada à Educação Profissional e modelo de competência. Fazemos uma análise sobre a origem do modelo de competências e como este modelo está inserido no contexto da Educação Profissional mediante legislação pertinente, destacando-se a questão das competências, habilidades e certificações na nova LDB. Abordamos a importância da educação enquanto “valor econômico”, visto que dentre as expectativas dos alunos de ensino profissionalizante está evidente a preocupação com a idéia de educação como investimento para oportunidade no mercado de trabalho. Vale registra que, a mudança do perfil de profissional exigido pelo mercado, é abordado fazendo-se uma relação entre o modelo taylorista/fordista e novo modelo de produção capitalista (acumulação flexível). E, finalmente com a pesquisa de campo com gestores, área pedagógica, professores e alunos apresentamos a eficácia da política pública da educação profissional mediante a pedagogia da competência na colocação dos discentes no mercado, nas suas respectivas áreas de atuação.
     
    Baixar arquivo