Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  4.14 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Redes técnicas: o caso da infraestrutura da telefonia móvel em Ponta Grossa - PR
Autor:  
  Maurício José Kaczmarech   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UEPG/GEOGRAFIA
Área Conhecimento  
  GEOGRAFIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2010
Acessos:  
  126
Resumo  
  As cidades começaram a partir do final da década de 1990, receber grandes investimentos no setor da telefonia móvel celular, alterando a configuração do meio urbano. O resultado pode ser percebido em Ponta Grossa através da implantação de uma nova infraestrutura composta por torres, antenas e locais próprios para receber equipamentos eletrônicos. Tais conjuntos são as Estações Rádio Base, que conferem a vários pontos da cidade uma nova caracterização. Entretanto, a instalação de cada uma dessas ERBs não se faz unicamente por ditames técnicos e apesar de sua importância para a formação de uma rede de pontos que se interconectam (o sistema de telecomunicações) sobre a cidade, mas também pelos interesses e necessidades da população, e também pelo poder público que legisla sobre a matéria. Este último, por seu poder regulatório, pode ou não impedir abusos e situações que possam criar risco à população e descaracterização do patrimônio cultural urbano. Ponta Grossa tem um histórico interessante nas telecomunicações, como a primeira rádio comercial do interior do Paraná, passando pela rede de telefonia fixa, até chegar a atual malha de ERBs de diversas empresas de telefonia celular. O inventário realizado através de pesquisa de campo foi traduzido em mapas temáticos de localização das ERBs, que juntamente com o exame da legislação municipal, permitiu caracterizar os impactos da infraestrutura de telefonia celular sobre a morfologia da cidade e eventualmente sobre a saúde pública. O estudo comparativo com outras leis e cases famosos permitiu situar a oposição entre interesse empresarial e da sociedade civil em Ponta Grossa, onde a telefonia móvel celular representa um novo vetor de (re)criação de seu meio urbano.
     
    Baixar arquivo