Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  801,62 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  O desaparecimento de crianças e adolescentes
Autor:  
  Marcelo Moreira Neumann   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  PUC/SP/SERVIÇO SOCIAL
Área Conhecimento  
  SERVIÇO SOCIAL
Nível  
  Doutorado
Ano da Tese  
  2010
Acessos:  
  5.425
Resumo  
  O desaparecimento de pessoas, especialmente de crianças e adolescentes desperta muita comoção na sociedade, entretanto os estudos científicos sobre o tema ainda são raros. Estas poucas publicações existentes não oferecem uma reflexão profunda do ponto de vista conceitual. Nelas o 'desaparecimento' é reduzido pela relação de causa e efeito. O objetivo deste trabalho foi ampliar o conceito pelas visões da sociologia, do direito, da psicologia e da literatura, para posteriormente tratá-lo no seu sentido etimológico. Foi verificado que na origem da palavra já existem os elementos sociais que o constitui, pois, o desaparecimento só pode ocorrer nas relações sociais humanas - na qual ele é percebido, observado e sentido. Após a delimitação conceitual procurou-se relacionar o desaparecimento com suas múltiplas determinações, destacando as determinações sociais, naturais e psicológicas. Nas determinações sociais foram debatidos os aspectos históricos, cultural-religiosos, a questão social, as violências e a influência dos regimes totalitários no desaparecimento de pessoas. Nas determinações naturais foram mostradas como as pessoas desaparecem em virtude das forças da natureza e da ação do homem. Discutiu a formação do individuo e de sua subjetividade e, como essas determinações psicológicas podem influenciar nos casos de fugas do lar ou de instituições. A proposta de investigação do desaparecimento de crianças e adolescentes partiu destas múltiplas determinações, com a predominância das determinações sociais. A seguir foi caracterizada a participação dos envolvidos nestes desaparecimentos, fundamentado em alguns casos atendidos pelo Projeto Caminho de Volta - FMUSP. Os dados obtidos nos prontuários foram analisados e categorizados, que resultou em “quadros de comportamentos previstos” dos envolvidos na situação de desaparecimento. Estes quadros mostram as atitudes tomadas por cada um dos sujeitos envolvidos logo após o desaparecimento de crianças e adolescentes. Eles revelam o tipo de relação - as dificuldades e as dores das pessoas que procuram o desaparecido, como também os prováveis motivadores desta situação. No último capítulo foram debatidos os desafios e perspectivas atuais do tema, relacionados com a política pública brasileira, que se move timidamente na consolidação do marco legal para o desaparecimento no país. Concluí-se que ao considerar o desaparecimento como uma situação predominantemente social, retira-se a carga depositada pela sociedade nos desaparecidos ou nos seus familiares e diante disto universaliza-se a questão, mostrando que o problema deve ser enfrentado por todos
     
    Baixar arquivo