Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  2,09 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  O cancioneiro popular brasileiro deslocando paradigmas de modernidade, urbanidade, ruralidade e tradição deslocando o cancioneiro popular brasileiro OU A desmetrocampolismatacidade de alegorias autor
Autor:  
  Walcler de Lima Mendes Junior   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFRJ/PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL
Área Conhecimento  
  PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL
Nível  
  Doutorado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  475
Resumo  
  Trata-se de um percurso, não se trata de um circuito, apesar de também operarmos por voltas, produzindo refrões, ritornelos. Trata-se de um jogo, não se trata de análise/interpretação do cancioneiro popular brasileiro, apesar de produzirmos uma miríade de comentários que especificam relações político-sociais entre canções e contextos historicamente propostos. Trata-se de ouvir/falar por alegorias do cancioneiro popular brasileiro, não se trata de um compêndio de autores e atores, apesar deles estarem em grande número presentes em citações e contextos. Trata-se de uma tentativa de re-qualificar a instância política, as possibilidades de participação na palavra e da palavra através da desconstrução de matrizes que prevalecem como paradigmas de percepção de sujeitos, ações e objetos. Não se trata de uma re-edição da dialética, apesar de não nos propormos à pretensão de desqualificar as instâncias do pensamento histórico-materialista, mas deslocá-las, até onde elas quase já não são, mas, ainda estão presentes, fio de inspiração, palavra que não se quer subverter, sonho franciscano em que homens e bichos na condição da delicadeza e não da cordialidade prometem não mais se destratar.
     
    Baixar arquivo