Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.40 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  A influência da oralidade na escrita das séries iniciais: uma análise a partir de erros ortográficos
Autor:  
  Daiani De Jesus Garcia   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFPEL/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2010
Acessos:  
  48
Resumo  
  Este trabalho, com o objetivo de descrever e analisar os erros ortográficos na escrita inicial, especialmente aqueles motivados pela influência da oralidade, desenvolve-se a partir da análise de dados extraídos de textos produzidos espontaneamente por crianças pertencentes a três grupos sociolinguísticos distintos, que frequentam diferentes escolas da cidade de Pelotas/RS: duas públicas, uma de zona urbana e outra de zona rural, e uma particular. Os erros ortográficos foram classificados em três categorias: erros decorrentes da interferência de regras fonológicas categóricas, erros decorrentes da interferência de regras fonológicas variáveis graduais, e erros decorrentes da interferência de regras fonológicas variáveis descontínuas (cf. BORTONI-RICARDO, 2005). É também objetivo do estudo verificar a influência de categorias extralinguísticas tais como tipo de escola, série e sexo. Os resultados obtidos corroboram a ideia de que os desvios ortográficos cometidos pelas crianças podem revelar aspectos de seu conhecimento linguístico, sobretudo aqueles referentes à fonologia da língua. Verificamos que os erros decorrentes da interferência de regras variáveis graduais foram os que ocorreram com mais frequência nas três escolas pesquisadas, entretanto, na maioria dos casos, a incidência desses erros foi diminuindo com o avanço das séries. Em relação aos erros decorrentes da interferência de regras variáveis descontínuas, pudemos constatar que ocorreram apenas nos textos dos alunos das escolas públicas, principalmente na de zona rural. Quanto aos erros decorrentes da interferência das regras categóricas, cujo dado principal envolve casos de hipossegmentação, observamos que têm maior incidência em dados da zona rural. Em nosso estudo, verificamos que a proposta de Bortoni-Ricardo para a categorização de erros de oralidade mostrou-se adequada para a classificação dos dados analisados.
     
    Baixar arquivo