Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  2.55 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Aplicação de Aureobasidium pullulans isolada do filoplano de Ricinus communis L. para aproveitamento biotecnológico em produtos e subprodutos de processos oleoquímicos
Autor:  
  Betina Klafke Mahl   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNISC/TECNOLOGIA AMBIENTAL
Área Conhecimento  
  INTERDISCIPLINAR
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2010
Acessos:  
  359
Resumo  
  Estudos com microrganismos encontrados no ambiente têm demonstrado grande importância nos processos biotecnológicos que buscam a sustentabilidade. Neste trabalho foi isolada a Aureobasidium pullulans, uma levedura do filoplano de Ricinus communis e estudado a sua potencialidade de utilização para produção de biossurfactantes, lipase e exopolissacarideo (pululano). A produção de lipase foi realizada por fermentação submersa, a produção de pululano foi realizada em diferentes meios contendo sacarose e glicerina, e a produção de biossurfactante foi realizada em meio contendo biodiesel, querosene, glicerina e glicose. Após a produção realizou-se a análise de cada produto. Após os testes constatou-se que a levedura em estudo apresenta potencial para desenvolvimento da cadeia oleoquímica, permitindo a utilização de derivados dos óleos vegetais na produção limpa de compostos de interesse industrial, por processo biotecnológico. A lipase produzida apresentou atividade de 0,2 UI após 4 dias de incubação. Na produção de biossurfactante também foi alcançado êxito na aplicação de derivados oleoquímicos na indução da produção pela levedura. Com base nisto, observou-se que o emprego de derivados oleoquímicos como fonte de carbono para A. pullulans apresenta um grande potencial para o desenvolvimento regional empregando processos mais limpos.
     
    Baixar arquivo