Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  952.05 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Os pontos de cultura no Brasil frente à hegemonia do capitalismo
Autor:  
  Ana Lúcia Ribeiro Pardo   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UERJ/POLÍTICAS PÚBLICAS E FORMAÇÃO HUMANA
Área Conhecimento  
  INTERDISCIPLINAR
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2010
Acessos:  
  236
Resumo  
  Resumo: De que forma a cultura pode ser usada para manter as relações de dominação? E, ao mesmo tempo, em que contribui para o pensamento crítico e uma possível quebra de hegemonia, ruptura ou forma de resistência a essas relações dominantes? Que alternativas de ações são desenvolvidas pelo Ponto de Cultura de forma a despertar, através da cultura, a consciência crítica voltada a uma transformação na realidade? Essas são as questões centrais da pesquisa que tem como objeto o Ponto de Cultura, principal ação do Programa Cultura Viva, implementado pelo Ministério da Cultura. Baseia-se no estudo teórico das categorias: cultura, alienação e hegemonia e no trabalho de campo realizado com o foco dirigido às ações de três Pontos de Cultura do estado do Rio de Janeiro: Centro de Educação Lúdica da Rocinha, Centro de Teatro do Oprimido Quilombo Campinho da Independência, localizado no Município de Paraty. Pretende discutir, numa perspectiva dialética, de que forma os trabalhadores da cultura que atuam nos Pontos, enquanto sujeitos dotados de culturas, de saberes e de produção de conhecimento, se submetem às regras e limites estabelecidos dentro de uma sociedade capitalista, e, de outro lado, contraditoriamente, como conseguem subverter a ordem e produzir rupturas nessas relações de poder?
     
    Baixar arquivo