Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1,84 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  A construção de vínculos religiosos na cibercultura: a ciber-religião
Autor:  
  Jorge Miklos   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  PUC/SP/COMUNICAÇÃO E SEMIÓTICA
Área Conhecimento  
  COMUNICAÇÃO
Nível  
  Doutorado
Ano da Tese  
  2010
Acessos:  
  1.453
Resumo  
  Esta pesquisa tem por escopo abarcar o fenômeno da mídia religiosa e da religião midiática na conjuntura da ciber-religião. O aspecto pesquisado volta-se para compreender a mídia religiosa e a midiatização da religião a partir do contexto da modernidade e a usurpação pela mídia religiosa, em particular, os meios de comunicação eletrônicos interativos (mais precisamente, os computadores e outras tecnologias capazes de rede) do poder divino e as implicações religiosas e midiáticas das experiências religiosas na rede. A problemática central da pesquisa assenta-se na relação entre duas categorias: o midiático e o religioso. A pergunta que motivou a pesquisa foi: Que alterações as experiências religiosas sofrem quando se deslocam para o ambiente virtual do ciberespaço? A hipótese inicial concentra-se na ideia de que há uma dupla contaminação (intradevoramento) entre religião e mídia, isto é, os formatos midiáticos se apropriam de elementos religiosos e as religiões instrumentalizam a mídia a serviço de seus interesses. Ocorre uma mútua interpenetração: a religião midiatiza-se e simultaneamente a mídia é sacralizada. Nesse sentido, observa- se dois fenômenos: o primeiro é que os meios de comunicação eletrônicos interativos devoram elementos divinos (a mídia sacraliza-se) e a religião midiatiza-se; o segundo fenômeno constatado é que ao ser importado para o campo midiático do ciberespaço, a experiência religiosa sofre profundas alterações. Na ciber-religião ocorre a abolição do corpo físico e a anulação do espaço material, dois fatores tradicionais tanto para a experiência religiosa como para os eventos comunicacionais. O campo de investigação é a Ciência da Comunicação,um território fecundo para o entrelaçamento de olhares epistemológicos diferentes. Devido à natureza híbrida do objeto de análise, o referencial teórico da pesquisa utiliza como alicerce conceitual o aporte teórico delineado pela Semiótica da Cultura do professor Ivan Bystrina, da Teoria da Mídia de Harry Pross e Vilém Flusser, na formulação de um conceito de comunicação pela estruturação cultural dos textos simbólicos a partir da leitura de processos de vínculos comunicativos, de Norval Baitello Junior, e dos estudos de mediosfera e o seu lugar no imaginário religioso midiático, de Malena Segura Contrera. Para compreensão do fenômeno religioso, recorre-se aos conceitos delinados por Mircea Eliade e Joseph Campbell. A pesquisa apoia-se também nas obras de teóricos da cibercultura como Paul Virilio e Eugênio Trivinho, bem como em estudiosos da contemporaneidade, em áreas ligadas à comunicação, como Zygmunt Bauman e David Harvey. Os conceitos de tempo-espaço sagrado e profano, religare, cibercultura, cyberspace, dromocracia, glocal, compressão espaço-tempo são necessários para compreensão do advento das experiências religiosas ambientadas no ciberespaço. O corpus de análise referente a esse aspecto deu- se no âmbito de algumas práticas comunicativas presentes em ambientes virtuais que possibilitem experiências religiosas tais como a constituição dos novos ciber-rituais como as velas virtuais, velórios virtuais, terços virtuais e peregrinações virtuais.
     
    Baixar arquivo