Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.51 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Sentidos-e-significados no sistema de atividade monitoria
Autor:  
  Sirlene Aparecida Aarao   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  PUC/SP/LINGÜÍSTICA APLICADA E ESTUDOS DA LINGUAGEM
Área Conhecimento  
  LINGÜÍSTICA
Nível  
  Doutorado
Ano da Tese  
  2010
Acessos:  
  2,506
Resumo  
  A presente pesquisa teve como objetivo investigar como se dá a construção de sentidos-e-significados sobre o ser professor e sobre o ensino-aprendizagem de língua inglesa, na interação professora-pesquisadora e aluno-monitor, durante o planejamento e o desenvolvimento de um projeto de monitoria. Para fundamentar teórico-filosófica e metodologicamente este estudo, usei a Teoria da Atividade Sócio-Histórico-Cultural (LEONTIEV, 1978, ENGESTRÖM, 1999, VYGOTSKY, 1930/1998 e 1934/1999), na perspectiva dialógica da linguagem (BAKHTIN, 1929/1999), para entender como os sujeitos constroem conhecimentos por meio de suas ações, nos sistemas de atividades. A teoria da atividade possibilitou entender, a partir da mediação pela linguagem, a relação entre o sujeito da atividade e seu objeto / objetivo. A análise do desenvolvimento e engajamento interacional da professora-pesquisadora e do aluno-monitor foi realizada com base na concepção de ciclo expansivo de aprendizagem (ENGESTRÖM, 1999), segundo o qual desenvolver significa resolver ou transformar as contradições / problemas existentes, para obter como resultado uma mudança no sistema de atividade com foco na construção de novo objeto e de novo(s) motivo(s) e, por conseguinte, a ressignificação dos sujeitos da atividade. Esta pesquisa foi realizada em uma Instituição de Ensino Superior, na região da Grande São Paulo (Taboão da Serra), envolvendo professora-pesquisadora e aluno-monitor. Os dados foram coletados durante o segundo semestre de 2007, de agosto a dezembro. A metodologia adotada é a pesquisa crítica de colaboração (MAGALHÃES, 2006), que tem como propósito a análise das práticas realizadas para transformar as ações de maneira crítica e colaborativa. As contribuições desta pesquisa podem ser diversas, especialmente no contexto de formação de professores de língua estrangeira pré-serviço. Tais contribuições incluem repensar quem é o professor que queremos / precisamos formar, tomando como base o fato de que a formação envolve competências linguísticas, didáticas e o desenvolvimento de uma consciência crítica e reflexiva, na conjunção entre teoria e prática
     
    Baixar arquivo