Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.28 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Estudo taxonômico e evolutivo em populações de Drosophila serido e Drosophila antonietae (Diptera; Drosophilidae)
Autor:  
  André Luiz Henríques Esguícero   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  USP/RP/BIOLOGIA COMPARADA
Área Conhecimento  
  BIOLOGIA E FISIOLOGIA DOS MICROORGANISMOS
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2006
Acessos:  
  224
Resumo  
  A análise de caracteres morfológicos de insetos tem sido muito útil em estudos taxonômicos e sistemáticos. A diferenciação populacional e sistemática do “cluster” buzzatii, composto por sete espécies crípticas naturalmente endêmicas da América do Sul, vêm sendo analisada com o auxílio de informações provenientes de trabalhos envolvendo isolamento reprodutivo, marcadores morfológicos e marcadores moleculares. Como essas espécies são cactofílicas, suas ocorrências acompanham a distribuição dos cactos na América do Sul. Populações das espécies Drosophila serido e Drosophila antonietae, pertencentes ao “cluster” buzzatii, foram analisadas com auxílio de diversos marcadores, e como resultado desses trabalhos, populações das regiões litorâneas dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul foram descritas como pertencentes a uma zona de contato entre estas espécies. Além disso, a espécie Drosophila serido, ao contrário da espécie Drosophila antonietae, apresentou grande variação interpopulacional para todos os marcadores estudados. No presente trabalho, as variações inter e intraespecíficas da morfologia da asa foram analisados em amostras de populações das espécies Drosophila antonietae, Drosophila serido e populações presentes na zona de contato descrita para estas espécies. O objetivo deste trabalho foi: caracterizar populações das espécies Drosophila antonietae e Drosophila serido através da morfologia da asa, para acrescentar informações sobre a história evolutiva destas espécies e das populações da zona de contato descrita para elas nas regiões litorâneas dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Para tanto, os dados referentes às medidas morfométricas, obtidas com auxílio do método da elipse, foram analisados utilizando a análise dos componentes principais, análise discriminante “stepwise” e análise de agrupamento Neighbor-Joining. Com base nos resultados obtidos na análise da morfologia da asa foi possível discriminar as espécies Drosophila antonietae e Drosophila serido. Os resultados obtidos confirmaram a existência de uma significativa divergência intraespecífica em Drosophila serido. Em Drosophila antonietae, ao contrário dos resultados obtidos anteriormente a partir de outros marcadores, foi observada variação intraespecífica significativa. Os resultados também caracterizaram as populações da zona de contato como populações distintas, sendo que, das quatro populações aqui analisadas, três apresentaram morfologia da asa mais semelhante a da espécie Drosophila antonietae, e uma população, localizada mais ao norte da zona de contato, apresentou morfologia da asa mais semelhante a da espécie Drosophila serido.
     
    Baixar arquivo