Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  405.83 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Análise de seqüências da região intergênica ITS-1 do rDNA em espécies de Drosophila do cluster buzzatii (complexo buzzatti, subgrupo mulleri, grupo repleta)
Autor:  
  Marcos de Lucca Júnior   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNESP/SJRP/GENÉTICA
Área Conhecimento  
  GENÉTICA
Nível  
  Doutorado
Ano da Tese  
  2006
Acessos:  
  164
Resumo  
  As espécies de Drosophila pertencentes ao cluster buzzatii se distribuem pelo território sul americano, na área compreendida desde a Amazônia brasileira até o chaco argentino. São espécies tipicamente cactofílicas, por utilizarem cladódios de cactos em decomposição para realizarem seu ciclo de vida. Neste trabalho investigamos as relações filogenéticas entre as seguintes espécies pertencentes ao cluster buzzatii: D. richardson (cluster stalkeri), D. koepferae (linhagem B26D2), D. seriema (linhagens D54M e D40F1M), D. serido (linhagens 1431.3 e H49F1M) e D. borborema (linhagem 1282.2). Dentre as 690 posições analisadas, foram encontrados 152 sítios conservados e 173 sítios informativos para parcimônia quando todas as seqüências foram alinhadas. O número médio total de nucleotídeos obtido para alinhamento foi de 493.4, sendo que nestes foi encontrada uma porcentagem superior no conteúdo de A-T, cerca de ~70%, em relação ao conteúdo de G-C, cerca de ~30%. Os métodos da máxima parcimônia e de distância foram utilizados para o estabelecimento das relações filogenéticas entre as seqüências analisadas e demonstraram topologias semelhantes. Nossos resultados mostram que as espécies analisadas do cluster buzzatii constituem um grupo monofilético, e que D. richardsoni (cluster stalkeri) apresenta-se como uma espécie irmã colocada em uma posição basal em relação às outras espécies. Ainda com base em nossos resultados verificamos que a análise das seqüências do espaçador intergênico ITS-1 forneceu relações filogenéticas resolvidas, sem quaisquer politomias, embora o grupo de espécies analisadas seja constituído por espécies com baixa divergência genética.
     
    Baixar arquivo