Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  596,53 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  O grupo de jovens : espaço de formação da identidade política
Autor:  
  Carmem Lucia Teixeira   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UCGO/CIÊNCIAS DA RELIGIÃO
Área Conhecimento  
  TEOLOGIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2006
Acessos:  
  352
Resumo  
  Esta pesquisa teve como objetivo investigar o grupo de jovens da comunidade paroquial. Ela verificou, ainda, a influência ou não das idéias religiosas veiculadas neste grupo na formação da identidade política dos/as jovens. Para o estudo do tema, a metodologia utilizada serviu-se de alguns conceitos chaves, tais como identidade, política, juventude, grupo e religião. Sobre identidade assumimos que é a autopercepção resultante de um processo cultural de construção. O termo juventude foi tomado como categoria social e delimitado na faixa etária assumida pela ONU, de 15 a 24 anos. A religião é entendida como fornecedora de sentido e o grupo, como mediador entre o sujeito e a realidade mais ampla e como espaço de aprendizagem e formação de protagonistas. Entendemos política como lugar e forma de exercício do poder que é próprio das relações humanas; como a arte de convivência entre os diferentes e a sua capacidade de criar consensos. Pudemos perceber que a experiência vivida no grupo de jovens pode fazer diferença na formação dos/as jovens, porém depende das condições do grupo, do tempo de participação e do grau do envolvimento do/a jovem no processo. Com estas considerações pode-se afirmar que para alguns/mas jovens que participam do grupo, as idéias religiosas alimentam uma ação voltada para a outra pessoa e, também, para o engajamento em pequenas ações que alteram a vida do/a jovem e da comunidade a partir da qual ele/ela participa. Portanto, o grupo pode formar um novo ethos político no/a jovem que dele participa, dependendo das condições de participação.
     
    Baixar arquivo