Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  500.62 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Manutenção e extinção da variabilidade comportamental em funções de diferentes contingências de reforçamento
Autor:  
  Marcos Takashi Yamada   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  USP/PSICOLOGIA (PSICOLOGIA EXPERIMENTAL)
Área Conhecimento  
  PSICOLOGIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2007
Acessos:  
  1,091
Resumo  
  O objetivo desse trabalho foi (1) comparar a variação comportamental controlada por duas diferentes contingências de reforçamento positivo (LAG e RDF), (2) observar se a ordem de exposição a essas contingências interfere na instalação e na manutenção da variabilidade, e (3) verificar como a extinção interfere no padrão de variabilidade e sua reinstalação Treze ratos foram divididos em dois grupos, que diferiam entre si devido à ordem de exposição a duas contingências (LAG 5 e RDF), em um procedimento ABACA, onde A foi a primeira contingência de reforçamento em vigor, B a segunda e C extinção. A variabilidade foi analisada sobre seqüências de quatro respostas de pressão a duas barras. Os resultados mostraram que ambas as contingências produziram variabilidade comportamental, sendo os maiores níveis de variação obtidos em RDF, independente da ordem de exposição. A extinção produziu níveis de variabilidade diferentes de acordo com a história de reforçamento dos sujeitos, com um pequeno aumento da variabilidade nos sujeitos expostos a LAG 5. O padrão na fase final não foi afetado pela extinção, sendo típico da contingência em vigor. Esses resultados indicam uma fina sensibilidade aos graus de exigência de variação das contingências, sem interferência da ordem de exposição ou da extinção, quando há uma contingência estabelecida, porém na ausência de contingência (extinção) há um maior controle da história previa de reforçamento nos sujeitos.
     
    Baixar arquivo