Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  699.11 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Pais e filhos: um estudo da educação financeira em famílias na fase de aquisição
Autor:  
  Andreza Maria Neves Manfredini   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  PUC/SP/PSICOLOGIA (PSICOLOGIA CLÍNICA)
Área Conhecimento  
  PSICOLOGIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2007
Acessos:  
  785
Resumo  
  Vivendo numa sociedade em que as propagandas constituem um forte apelo ao consumo, as crianças muito cedo entram em contato com o dinheiro; portanto, educar os filhos financeiramente constitui um desafio para os pais. Esta pesquisa procurou compreender como ocorre o processo de educação financeira dos filhos em famílias de classe média, na Fase de Aquisição do Ciclo Vital, na cidade de Tremembé, interior de São Paulo. Este estudo caracterizou-se como uma pesquisa qualitativa, realizada com pais e filhos nas idades de 7 a 10 anos. Para coleta de dados, foram realizados três grupos focais: um deles com a participação de 6 pais, sendo 5 mães e 1 pai que tinham filhos nas idades de 7 a 10 anos; outro, com 9 crianças de 7 a 8 anos; e o terceiro com a participação de 3 crianças de 9 a 10 anos. Os participantes constituíram uma amostra por bola de neve (snow ball samplig). Na análise das narrativas, constatou-se que os pais não têm a intencionalidade de educar os filhos em relação ao dinheiro e, por esse motivo, usam técnicas construídas no cotidiano familiar. As crianças maiores reconhecem que os pais têm mais experiência que eles, para lidar com o dinheiro, e, por isso, acreditam que seja importante conversar sobre esse assunto. Percebe-se que o modelo de educação financeira recebida pelos pais é a que se procura passar para os filhos. Foi percebido, também, que o ato de poupar deve ser contínuo e prioritário, assim como as conversas em família, para que as crianças possam exercer o papel de cidadãs, e não o de consumistas, num futuro próximo.
     
    Baixar arquivo