Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1,09 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Autismo na escola: ação e reflexão do professor
Autor:  
  Mara Lago   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFRGS/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Acessos:  
  5.097
Resumo  
  A pesquisa intitulada “Autismo na escola: ação e reflexão do professor” analisa as ações pedagógicas desenvolvidas por professores para a inclusão de crianças com autismo no ensino regular. O objetivo deste estudo é evidenciar como o professor constitui as estratégias que beneficiam o processo de aprendizagem do aluno incluído; contribuindo; assim; para a formação de professores. Trata-se de uma pesquisa qualitativa que se desenvolveu através de dois estudos de caso na Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre. Os procedimentos incluem observações do cotidiano de sala de aula e entrevistas com as professoras. A inserção no campo de estudo realizou-se durante três meses; no segundo semestre de 2006. O principal referencial teórico utilizado foi a Epistemologia Genética e suas possíveis relações com a temática da pesquisa; com o objetivo de difundir e explorar a potencialidade dos conceitos desenvolvidos na obra de Jean Piaget para a discussão das estratégias de aprendizagem no âmbito da inclusão. Com relação à aprendizagem; apresentam-se autores que desenvolvem os conceitos piagetianos aplicados aos processos cognitivos de crianças com autismo. Com relação à inclusão; destacaram-se as formulações sobre a lógica de classes e relações; a constituição de valores de troca nas interações e o conceito de tomada de consciência. As conclusões indicam que as professoras constituem suas estratégias de trabalho a partir da relação que têm com os alunos. Estas estratégias se caracterizam principalmente pela flexibilidade no planejamento e na execução das atividades; que são pautadas segundo os interesses e facilidades da criança com necessidades especiais; visando a incentivar sua participação e interação com os colegas.
     
    Baixar arquivo